4 elementos importantes para a integração de dados

Integração de dados

 

À medida que o universo dos dados se expande, a governança da informação permitirá que as organizações com experiência digital ganhem produtividade e minimizem os custos de armazenagem de dados.

 

Dados alimentam todas as organizações que mais crescem no século XXI.

 

 Quando empregados de forma inteligente, eles permitem que as organizações tomem decisões conscientes, atendam aos requisitos do cliente, descubram eficiências, aproveitem novas oportunidades e repensem os modelos de negócios para conseguir maiores resultados.

 

Quase 90 por cento dos entrevistados em uma pesquisa realizada pela Freshfields Bruckhaus Deringer indica que "o acesso a dados é fundamental para ser competitivo em sua indústria". Da mesma forma, 58 por cento em um estudo da Capgemini Consulting "esperam enfrentar uma maior concorrência das start-ups turbinadas por dados". Outros 61 por cento dizem que "Big Data agora é um motor de receita por si só e está se tornando tão valioso para seus negócios como seus produtos e serviços existentes".

 

 

A EXPLOSÃO DOS DADOS

 

O principal desafio, no entanto, é a explosão do crescimento de dados em quase 40% ao ano e dobrando em tamanho a cada dois anos. A IDC estima que, até 2020, o universo digital atingirá 44 zettabytes (ou 44 trilhões de gigabytes). É um aumento de dez vezes em relação a 2013. Esses dados estão sendo gerados por cerca de 21 bilhões de dispositivos conectados que estão transmitindo em todo o mundo, de acordo com as projeções do Gartner. Em outras palavras, até 2020, haverá 3 vezes mais dispositivos inteligentes do que pessoas no mundo.

 

 

UM EQUÍVOCO COMUM

 

No entanto, ter acesso a todos os dados no mundo não ajuda, se não for possível acessar rapidamente a informação certa quando necessário. Para descobrir o valor dos dados, eles devem ser acessíveis de forma rápida e fácil. Um equívoco comum entre algumas empresas é acreditar que quanto mais dados armazenarem, maiores retornos terão. Ainda existem empresas que tendem a armazenar tudo.

 

A realidade, no entanto, é que a maioria dos seus dados não possui valor, o que gera enormes custos administrativos no futuro.

 

 

MAIS DADOS EQUIVALEM A MENOS PRODUTIVIDADE

 

Como um destaque no relatório Veritas “Fighting Back Against the Exponential Data Curve”, uma pesquisa on-line descobriu que funcionários de escritório passam 6,3 horas por dia verificando e-mails. Supondo que a pessoa média receba cerca de 50 e-mails por dia, isso corresponde a surpreendentes 18.200 e-mails em um único ano.

 

O problema parece só piorar. Os executivos, em média, recebem 30 mil comunicações externas por ano e gastam aproximadamente um dia a cada semana gerenciando sua inundação de dados, relatada pela Bain & Company. Vastas quantidades desses dados não são estruturadas, portanto, não seguem um modelo de dados pré-definido, o que significa que não podem ser facilmente organizados ou pesquisados.

 

Do ponto de vista organizacional, perdemos muito tempo e dinheiro mantendo as pessoas ocupadas com a busca de informações, seleção de anexos e administração dos dados desse tsunami. Quanto maior a empresa e suas interações, maior o impacto na produtividade.

 

 

QUATRO RECURSOS PARA FACILITAR A DESCOBERTA E A RETENÇÃO DE DADOS

 

Para obter produtividade, as empresas com experiência digital implementam um ambiente de governança da informação, para gerenciar a informação ao longo do seu ciclo de vida para apoiar a estratégia da organização, suas operações, e requisitos regulatórios, legais, de risco e ambientais. Isso não só aumenta a produtividade dos usuários individuais, facilitando a busca de informações instantaneamente, mas também reduz os custos de retenção, ao filtrar conjuntos de dados que não são mais necessários.

 

A governança da informação inclui uma combinação de pessoas, políticas, processos, métricas e ferramentas, para ajudar a extrair informações de informações e mitigar os riscos. Os quatro recursos principais normalmente incluem:

 

 

Classificação e tagueamento

A classificação e a marcação (tagueamento) são fundamentais para determinar o valor dos dados, otimizando os resultados da pesquisa e acelerando a coleta de dados.

 

Além disso, analisar metadados para obter contexto adicional pode melhorar a capacidade de descobrir dados de forma rápida e fácil. Ferramentas de classificação efetivas combinam o conteúdo e o contexto em um esforço para tornar os conjuntos de dados mais tangíveis. As organizações podem incorporar classificações em políticas, para automatizar completamente seus processos.

 

Uma política de armazenamento, por exemplo, pode atribuir automaticamente um período de retenção para atender aos requisitos regulatórios de dados que contenham informações pessoais identificáveis como endereços, registros de saúde, cartões de crédito, passaportes, números de telefone e assim por diante. Uma vez que as políticas ou regulamentos podem mudar ao longo do tempo, é fundamental que a reclassificação de dados seja possível de forma fácil, quando necessário.

 

 

Execução de Políticas

Dada a expansão implacável do volume de dados, as organizações precisam de uma abordagem mais sistemática para automatizar a coleta, retenção e expiração de conteúdo. As empresas podem criar um "ponto único de verdade", implantando uma estrutura de políticas que impulsiona a definição e a aplicação coerentes de políticas em toda a organização.

 

Um processo de armazenamento que indexa todos os dados corporativos e os processa em um único repositório ajuda a realizar isso. As políticas também ajudam a garantir que os dados sejam armazenados, processados e acessados de forma segura e confidencial e gravados de forma precisa, confiável e legal, tendo em conta padrões éticos, bem como os ambientes regulatórios aplicáveis.

 

 

Análise de dados

Tanto o volume de dados como o número de repositórios onde residem podem ser esmagadores. Sem uma abordagem coerente para a construção de um mapa de dados e o acesso ao rastreamento de dados, as pessoas podem investir esforços sem fim tentando encontrar uma agulha em um palheiro. A análise de dados permite rastrear quais funcionários criaram, acessaram e modificaram dados para ajudar a eliminar alvos não relevantes dos esforços de descoberta.

 

Por exemplo, na Europa, os regulamentos de Proteção de Dados permitem que qualquer pessoa peça às organizações que forneçam e que possam apagar todas as informações que tenham sobre eles. Nos Estados Unidos, o Freedom of Information Act permite que os indivíduos apresentem um pedido de dados sobre investigações das agências governamentais.

 

A análise de dados permite rastrear o escopo da atividade em torno de um usuário individual ou porções de dados. Ele também garante que dados regulamentados permaneçam dentro de uma jurisdição, para atender a requisitos de conformidade.

  

 

Busca Contextual e Aprendizado de Máquinas

A revisão manual de carregamentos de conteúdo potencialmente relevante pode ser extremamente demorada, dolorosa e dispendiosa. Hoje em dia, com o advento dos algoritmos de pesquisa e aprendizagem de máquinas contextuais, descobrir conversas de e-mail e nomes de códigos secretos que são usados para ocultar atividades questionáveis ou mesmo ilícitas, tornou-se muito mais fácil.

 

Depois de configurar os critérios de pesquisa, a autofiltragem pode eliminar automaticamente o conteúdo irrelevante e acelerar os esforços de descoberta. Essa informação não apenas apoia investigações, mas também facilita a limpeza de dados.

 

Em última análise, a capacidade de rastrear rapidamente e realizar pesquisas de palavras-chave avançadas permite “dar um zoom” no conteúdo relevante. Isso não só leva a melhorias de produtividade, mas também ajuda a reduzir custos. Também pode ser usado para identificar atividades anormais para proteger dados sensíveis e regulados.

 

 

Não perca os próximos textos e não deixe de ler os outros textos de nosso blog, onde abordamos vários assuntos relacionados a BI, BA, MDM, governança e integração de dados e saiba como as organizações estão se beneficiando com esses recursos.

  

Baixe nossos eBooks gratuitos:

Clique nas imagens para baixar

 

eBook Integração de Dados

 

eBook: A evolução do Business Intelligence para o Business Analytics"

eBook 2: Tipos de gráficos para Business Analytics 

eBook 3: Entendendo o Master Data Management

eBook 4: Governança de dados