Os 7 passos mais importantes para apresentar um projeto de BI




Segundo o Gartner Research, quase 30% de todos os projetos de business intelligence fracassam por não estarem alinhados com os objetivos do negócio.  


Uma causa possível é que os índices de insucesso estão associados aos projetos de gerenciamento de dados em geral. A maioria carece de informações mínimas sobre o custo total de propriedade (total cost of ownership), o risco potencial de fracasso e os benefícios para a organização resultantes do sucesso do projeto.


Alguns fatores que podem trazer insegurança para os gestores que irão aprovar o projeto são:  


  • Não poder avaliar com precisão a probabilidade de sucesso.

  • Escolher uma proposta de projeto que não possua métricas adequadas.

  • Achar difícil identificar e quantificar os benefícios.

  • Supor que a equipe de BI pode não ser capaz de obter o apoio de outras áreas de negócio dentro da organização, apoio esse fundamental para o sucesso.



Desenvolva um business case


Desenvolver um business case (caso de estudo ou protótipo) claro e conciso, para validar a metodologia e as soluções de um projeto é uma boa ideia e requer uma análise aprofundada da situação, uma boa definição dos requisitos técnicos e uma estimativa razoável dos esforços necessários para o seu desenvolvimento.


Isso facilita desenvolver uma lista com a descrição dos recursos necessários, o retorno esperado sobre o investimento, as fases e os pontos principais do projeto. É também preciso identificar os dados das várias fontes, incluindo os resultados, pesquisas, análises, estudos, projeções e relatórios financeiros de outros projetos. Junte toda a informação que puder, para facilitar a tomada de decisão.



Busque apoio


Antes de apresentar seu business case de BI para o comitê de decisão, escute a opinião de outras pessoas. Se acharem que o projeto é viável, então busque o seu apoio.



Os 7 pontos críticos


Quando desenvolver o business case, certifique-se de responder as seguintes questões, considerando que elas se referem a esses sete pontos críticos:


1. Sumário executivo: O seu sumário executivo inclui todos os elementos essenciais e segue a mesma ordem do documento completo?


2. Definição do problema: A definição do problema a ser abordado é coerente com a análise da situação?


3. Análise da situação: Os eventos que levaram à iniciativa estão claramente definidos? Foi desenvolvida uma análise aprofundada da situação? A análise foi apresentada de forma clara e concisa?


4. Opções de solução: A sua lista de soluções potenciais está adequada? Ela omite alguma solução que deve ser incluída?


5. Descrição do projeto: A descrição do projeto está suficientemente detalhada?


6. Análise de custo e benefício: Você dispõe de dados de suporte suficientes na sua análise de custo e benefício? Os seus dados e cálculos no orçamento estão corretos?


7. Número de recomendações: Você conseguiu o apoio preliminar de pelo menos um interessado importante?



Observações


É comum observarmos casos em que as organizações desenvolvem e implantam relatórios orientados por dados retrospectivos ou queries com foco em métricas que os usuários podem achar interessantes, mas não representam os controles operacionais ou estratégicos necessários para facilitar o desempenho dos negócios.


Os líderes de TI devem se concentrar não apenas nos aspectos tecnológicos de BI, mas também na grande deficiência de conhecimentos e habilidades em analytics. O nível dessa deficiência deve ser mapeado, entendido e suprido da melhor forma.


É preciso também fornecer o nível adequado de autonomia e agilidade aos usuários, para evitar os gargalos que normalmente os times de BI criam com o excesso de centralização, sem se descuidar em estabelecer a necessária consistência e os padrões para uma adoção por toda a empresa.



Próximo passo


 Continue seguindo o nosso blog para ficar atualizado sobre as novidades em business intelligence e business analytics e não se esqueça de deixar suas dúvidas e opiniões.